Aplicativo Híbrido ou Nativo? Qual escolher para o meu projeto ?

Aplicativo nativo ou aplicativo híbrido: qual tecnologia escolher?

 

A preparação do design do seu aplicativo é um momento crucial e alguns critérios devem ser levados em consideração. Um deles é o tipo de tecnologia a ser implantada: nativa ou híbrida. Neste artigo iremos abordar a definição de cada uma delas e as vantagens e desvantagens ao assumir cada escolha.

 

O que é um aplicativo nativo?

 

O aplicativo nativo é aquele que é desenhado para ser executado em um sistema operacional específico. Um bom exemplo dessa tecnologia é um aplicativo projetado para ser executado apenas no sistema iOS: ele deve ser desenvolvido na linguagem Swift.

A vantagem desse modelo é que todas as funcionalidades do seu aplicativo podem ser escolhidas e desenvolvidas de maneira mais fácil e a taxa de bugs é reduzida consideravelmente, pois requer o conhecimento de uma linguagem mais familiar e específica.

No entanto, a desvantagem ao assumir essa tecnologia é que o aplicativo não pode ser executado em um sistema operacional que funcione com linguagem diferente da que foi implantada. Portanto, se você quer que seu aplicativo rode em sistemas diferentes – como Windows, iOS e Android – o aplicativo precisa ser desenvolvido três vezes, ou seja, com o uso de cada linguagem específica. Isso pode demandar mais tempo e também aumentar o custo da operação.

 

O que é um aplicativo híbrido?

 

Já o aplicativo híbrido é projetado para ser executado em várias e diferentes plataformas. Ele é desenhado em uma linguagem padrão – como HTML, por exemplo – e pode ser usado em diversos ambientes.

A maior vantagem é que esse modelo possui um custo mais rentável, pois uma única linguagem pode ser desenvolvida em diferentes sistemas. Além disso, dependendo dos detalhes e funções que você inserir, esse aplicativo pode ser executado de maneira específica, atendendo aos recursos que seu usuário precisa e em uma tecnologia mais acessível.

No entanto, a interação é uma desvantagem nesse modelo. Algumas limitações podem ser apresentadas se você quiser um aplicativo mais dinâmico e intuitivo. Alguns plugins, por exemplo, podem ter recursos limitados em plataformas específicas.

 

Qual tecnologia escolher, afinal?

Somente por meio de uma análise detalhada sobre o seu projeto pode-se identificar qual tecnologia será mais adequada. Critérios como custo, tempo de desenvolvimento e quais sistemas operacionais serão usados para ambientar o aplicativo devem ser levados em consideração. A tecnologia mobile oferece diversas oportunidades e recursos para o seu negócio. Portanto, é fundamental identificar esses pontos no planejamento do seu aplicativo.

 

Que tal fazer uma cotação? Clique aqui

Compartilhe

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin

CHEGA DE SER
PONTO FORA,
SEJA .COM